Descalvado, 23 de Novembro de 2014 Busca:   
Descalvado

Empresa que fará as provas do concurso público teve sérios problemas com a Justiça em inúmeras cidades

14/07/2012

Vasta matéria veiculada no programa Fantástico, da rede Globo de Televisão gera especulações em muitas pessoas sobre os concursos públicos que ocorrem no Brasil, e em Descalvado isso não seria diferente

A empresa que irá aplicar as provas para o concurso público que se realizarão amanhã em Descalvado já teve sérios problemas com a justiça em diversas cidades brasileira. Caieiras, Joanópolis, Guarulhos, Alfenas, Caçapava, Paulínia e Vargem Grande Paulista são cidades onde a justiça investiga a empresa e/ou o concurso realizado, tendo, inclusive, a pedido do Ministério Público, anulado concurso em algumas delas por fraude.

Usando uma frase do programa Fantástico, “passar em um concurso publico não é fácil. E pode ficar praticamente impossível se as vagas já estão marcadas” . A matéria veiculada mostrou o golpe que transforma concursos públicos de todo o país em cabides de emprego, beneficiando principalmente parentes e assessores de políticos em troca de propina.

A matéria foi um alerta para brasileiros e principalmente descalvadenses que visando o emprego público com o anúncio do concurso público em Descalvado, ficaram estarrecidos com os fatos mostrados na matéria. Muitos cidadãos comuns que já desconfiavam dos processos seletivos realizados no município, ficaram mais descrentes ainda.

Com base nessa matéria televisiva, fizemos uma pesquisa sobre a empresa contratada pela Prefeitura, a RBO – Assessoria Pública e Projetos Municipais para saber sobre a sua idoneidade e se ela, assim como as empresas citadas pelo Fantástico tinham problemas com a Justiça mediante suspeitas de irregularidades, mas não foi preciso muito esforço para chegar a conclusão de que entre 2001 e 2012, várias cidades de São Paulo e Minas Gerais onde a RBO realizou o concurso público enfrentaram problemas na justiça

Alfenas, MG
Segundo o site Correio Alfenense (www.correioalfenense.com.br), em matéria veiculada em 27 de julho desse ano “Prefeito paga multa de cinco mil reais em razão das ilegalidades do concurso”, conta que em Alfenas o Ministério Público de Contas de Minas Gerais que impôs a multa ao prefeito Luizinho (PT) por conta de “ilegalidade e falhas” existentes no concurso realizado em 18 de março desse ano pela empresa RBO – Assessoria Pública e Projetos. Segundo o jornal apontou desde a realização das provas, houve questionamentos e reclamações sobre várias questões que, para muitos, foram elaboradas de forma confusa e com respostas erradas em quase todos os assuntos, de Português a Informática.

O gabarito foi divulgado no dia 20 de março, com dois dias para os recursos, dias 21 e 22. Em matéria divulgada na imprensa local, a justificativa da prefeitura era de que havia ocorrido um problema, por parte da RBO, na formatação do arquivo do gabarito. O MP também encontrou diversas falhas no edital e pediu a revisão. Nesse caso havia 316 vagas e 5.182 candidatos inscritos.

Paulínia
Em Paulínia, o concurso realizado pela RBO entre 27 de março e 31 de abril de 2001 teve que ser cancelado para algumas funções da área de saúde por sugestão do Ministério Público para que apurasse possíveis irregularidades durante a realização das provas. 29 mil inscritos nas funções canceladas foram prejudicados, mas tiveram o dinheiro da inscrição devolvidos.

Segundo o site Regional.net (portal.oregional.net) em matéria veiculada em 30 de agosto de 2011 “Prefeitura de Paulínia cancela concurso público”, o Ministério Público abriu inquérito para apurar possíveis irregularidades. Que tinha dentre as suspeitas o suposto uso de celulares por candidatos para obter respostas para as perguntas das provas, a proximidade entre os concorrentes, com possível troca de informações entre eles, a estrutura adequada ou não do local para a realização das provas e a presença de suficiente ou insuficiente de fiscais para acompanhar o concurso.

Segundo o site da empresa RBO, o concurso da cidade de Paulínia está em andamento.

Joanópolis
Em Joanópolis o resultado do último concurso público realizado pela Prefeitura provocou dúvidas em relação aos critérios de avaliação e, principalmente, incertezas quanto o processo executado pela RBO. A cidade teve um caso curioso, que pode ser conferido no blog de maurogarcia.dem@hotmail.com O caso refere-se ao recém-formado em Direito que içou à frente de um defensor público, na classificação final a única vaga disponível para Procurador Jurídico. Causou surpresa entre a comunidade daquele município saber que a pouca experiência na área jurídica resultou ao secretário classificação para obtenção do cargo, disputado por 66 profissionais renomados na área jurídica, como o advogado Emerson Martins Santos (atua como Defensor Público e foi aprovado – antecipadamente – na Ordem dos Advogados do Brasil).

Mandados de segurança foram impetrados juto ao Ministério Público para apurar supostas irregularidades.

Caieiras
Em Caieiras, a RBO enfrentou problemas em concurso realizado em 2009. A suposta irregularidade na época seria sobre a contratação do secretário de educação daquela época, além de erros que impediram candidatos de realizar a prova. Uma candidata que se inscreveu ao cargo de auxiliar de enfermagem não conseguiu fazer a prova por conta de um erro de digitação de seu nome promovido pela empresa responsável, a RBO, mesma empresa que aplicará as provas amanhã.

Caçapava
Em Caçapava o concurso público para o cargo de jornalista que seria realizado pela Câmara daquele município foi anulado, por recomendação do Ministério Público devido a supostas irregularidades enfrentadas pela RBO na cidade de Paulínia. O concurso acabou sendo cancelado pela Comissão de Concursos Públicos do Legislativo, devido a denúncias levantadas.

Guarulhos
O caso de Guarulhos é mais recente. Segundo o próprio site do Ministério Público do Estado de São Paulo, em 16 de maio de 2012, foi aberto inquérito civil nº 3971/12 com o objetivo de apurar eventual irregularidade no resultado parcial do concurso da Câmara Municipal de Guarulhos, elaborado pela RBO, decorrente de que valores atribuídos na nota da prova prática foi diverso do previsto no edital.

As notas da prova prática para o cargo de Apresentador de Rádio/TV do concurso da Câmara Municipal apresentam fortes indícios de fraude, segundo uma candidata que apresentou os indícios ao Ministério Público, que respondeu com a abertura de um inquérito civil.

Vargem Grande do Sul
Outro caso que pode ser conferido por meio de processo judicial é o concurso do Município de Vargem Grande do Sul (nº CAO 02407/08, Documento 7/08)

Fica aqui nosso alerta
Queremos deixar claro que em momento algum estamos antecipando acusações contra a referida empresa RBO e que a nossa intenção é informar nossos leitores sobre a prestação de serviços da empresa responsável pelo concurso a se realizar em Descalvado. É claro que os casos citados são apenas alguns de cidades que enfrentaram problemas coma referida empresa contratada pela Prefeitura de Descalvado para a realização do processo seletivo.

Diante dos casos apresentados, seria interessante que tanto os 6 ml candidatos, como o Ministério Público ficassem atentos à realização das provas que se aproximam e serão realizadas em duas datas, amanhã dia 15 e dia 22.

Uma medida adotada pelo Ministério Público em cidade citada pela reportagem do Fantástico, foi o uso de máquinas de xérox para que o gabarito de cada candidato fosse copiado e guardado pela Promotoria. Do mais, há previsão no edital para que o candidato que se sinta lesado no concurso, possa reclamar a sua parte. É bom que os candidatos fiquem atentos a esses prazos.

Estamos de olho
A imprensa por muitas vezes acaba fazendo um espécie de proteção para com a população, e pensando nisso temos em mãos a relação completa de todos os cargos de confiança, com seus respectivos ocupantes, para posteriormente compararmos com os candidatos aprovados, por isso queremos crer que tal concurso será feito na mais total transparência e idoneidade possível, deixando de privilegiar os “amigos”, os “parentes”, os “apadrinhados”. Estamos de olho no cargo de Procurador Jurídico, no cargo de Professora de Ciências e principalmente nos “Sobrinhos de Francisco”.

Sorte, muita sorte
A redação do Descalvado Agora quer desejar uma boa sorte a todos os candidatos, e que realmente sejam aprovados os melhores”.

Com informações Jornal O Comércio










Voltar


 
 





 



Notícias
Descalvado
Câmara Municipal
Esporte
Notas Policiais
Região
Brasil e Mundo
Geral
Música
Fotos
Canais
Conheça Nossa Cidade
Boca no Trombone
Horóscopo do Dia
Previsão do Tempo
Guia Rodoviário
Política Agora
Blogs e Colunas
Capitão Mussolini
Carros, por Beto Villani
Cozinhando com Aline
Marcos Felipe Chiaretto
Mexa-se
Utilidade Pública
Farmácia de Plantão
Balcão de Empregos
Notas de Falecimento
Guia Comercial
Consulte Multas
Interativo
Fale Conosco
Sugestão de Matérias
Anuncie no Descalvado Agora
Cadastre-se
Login
Classificados
Empregos
Descalvado Agora 2009-2014 - Todos os direitos reservados